Código Florestal Brasileiro

Fonte: http://www.avaaz.org/po/

As mudanças propostas podem causar uma enorme perda para a proteção ambiental no Brasil. Nós não podemos caminhar na direção oposta de um futuro sustentável - vamos precisar de uma mobilizaçåo massiva para derrotar a poderosa bancada ruralista, mostrando que queremos a preservação e não o desmatamento! Avise seus amigos AGORA, peça que eles assinem a petição no link e encaminhem o alerta abaixo:

http://www.avaaz.org/po/salve_codigo_florestal/97.php?cl_tta_sign=3f12faab1225ff870987d1823efee3f3

Caros amigos,

Próxima terça-feira dia 1 de junho nossas florestas irão sofrer um ataque perigoso – deputados da “bancada ruralista” irão introduzir uma proposta para destruir o nosso Código Florestal, tentando reduzir dramaticamente as áreas protegidas, incentivando o desmatamento e crimes ambientais.

O que é mais revoltante, é que os responsáveis por revisar essa importante lei são justamente os ruralistas, representantes do grande agronegócio. É como deixar a raposa cuidando do galinheiro!

Há um verdadeiro risco da Câmara aprovar a proposta ruralista – mas existem também alguns deputados que defendem o Código e outros estão indecisos. Nos próximos dias, uma mobilização massiva contra tentativas de alterar o Código, pode ganhar o apoio dos indecisos. Vamos deixar claro para os nossos deputados que nós brasileiros estamos comprometidos com a proteção dos nossos recursos naturais – clique abaixo para assinar a petição em defesa do Código Florestal e depois encaminhe esta mensagem par os seus amigos:

http://www.avaaz.org/po/salve_codigo_florestal/97.php?cl_tta_sign=3f12faab1225ff870987d1823efee3f3

Enquanto o mundo todo está discutindo como preservar nossas florestas para futuras gerações, um grupo de deputados está fazendo exatamente o contrário: estão tentando entregar as nossas florestas para os responsáveis pela devastação e desmatamento do Centro-Oeste e da Amazônia. As alterações servem apenas para os latifúndios se expandirem mais, se houvesse uma revisão no Código, deveria ser para fortalecer proteções ao meio ambiente e apoiar pequenos produtores, e não para enriquecer o agronegócio.

As propostas absurdas incluem:

* Reduzir a Reserva Legal na Amazônia de 80% para 50%
* Reduzir as Áreas de Preservação Permanente como margens de rios e lagoas, encostas e topos de morro:
* Anistia aos crimes ambientais, sem tornar o reflorestamento da área uma obrigação
* Transferir a legislação ambiental para o nível estatal, removendo o controle federal

Essa não é uma escolha entre ambientalismo e desenvolvimento, um estudo recente mostra que o Brasil ainda tem 100 milhões de hectares de terra disponíveis para a agricultura, sem ter que desmatar um único hectare da Amazônia.

A proteção das floretas e comunidades rurais depende do Código Florestal, assim como a prevenção das mudanças climáticas e a luta contra a desigualdade do campo. Assine a petição para salvar o Código Florestal e depois divulgue!

http://www.avaaz.org/po/salve_codigo_florestal/97.php?cl_tta_sign=3f12faab1225ff870987d1823efee3f3

Juntos nós aprovamos a Ficha Limpa na Câmara e no Senado. Se agirmos juntos novamente pelas nossas florestas nós podemos fazer do Brasil um modelo internacional de desenvolvimento aliado à preservação.

Com esperança,

Graziela, Alice, Paul, Luis, Ricken, Pascal, Iain and the entire Avaaz team

Saiba mais:

País tem 100 mi de hectares sem proteção - Estado de São Paulo:
http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100505/not_imp547054,0.php

Estudos ressaltam importância ambiental do Código Florestal - WWF:
http://www.wwf.org.br/informacoes/noticias_meio_ambiente_e_natureza/?24940/Estudos-ressaltam-importancia-ambiental-do-Codigo-Florestal

Resumo ATM e Curso Salamandra

“Da nu buchu”

Na esperança de um final de semana recheado de escalada, informação e muita diversão, sai de Laguna direto para Treviso em SC para o ATM. A previsão do tempo não era das melhores, mas como diz o ditado “a esperança é a...” então kamon!

Mas desta vez, a esperança quase que morreu mesmo, chegou a ir pra UTI entubada e tudo...cheguei com chuva em Treviso na sexta-feira e saí com chuva no domingo. Choveu os 3 dias do ATM, meu DEUS, parecia que íamos virar sapo mesmo, ficamos só na engorda os 3 dias (kkkk), era chimarrão, café, pão, macarrão, lentilha e mais uns kitutes...o Tony Provesano tomou nos 3 dias acho que uns 10 litros de café preto (kkkkk) Já o Marcio (Hoerpes) nunca vi um cara pra comer tanto macarrão, beterraba e arroz que nem ele, fora dormir, ele e o Rodrigo da Pé na Garra formaram a dupla perfeita de sonecas, já que só chovia. E o Zig dale chimarrão com cipó pra raça.


Já que a escalada morreu, a informação e a diversão não faltaram. Descobri uma coisa, quando uns 30 montanhistas se juntam e não praticam montanhismo por causa da chuva, o que mais rola é muita piada e uma troca imensa de informações sobre o esporte. Aprendi muita coisa nesses 3 dias de ATM, e a reunião com o Presidente da FEMESC Marcio Hoerpes foi muito boa e importante pra esclarecer a todos varias coisas que andam acontecendo no mundo do montanhismo no Brasil e no mundo! Adote uma montanha, CBME, uma confraternização com janta, homenagens e apresentação onde a Equipe Sul Adventure explanou um pouco sobre a ascensão ao Vulcão Villarrica – Chile, realizada no dia 20/02 deste ano e distribuição de brindes fizeram parte da reunião!

“Da na chinfra.”

Voltei no domingo “com chuva ainda” pra casa, a instigasera pra escalar parecia ter acumulado. Fechei um curso de escalada em móvel com o Daniel Casas, da Salamandra e marcamos já pra segunda-feira, aproveitando a minhas férias, e num setor excelente para este tipo de curso, a Taba, na praia da Tereza em Laguna SC.


Começamos na segunda-feira com o tempo não muito firme ainda, mas demos “na chinfra” no inicio do curso mesmo assim, com o Daniel dando os betas do curso e escalamos algumas fendas quando o tempo permitia. Já na terça-feira, o vento sul veio e abriu o tempo, sol e céu azul, daí foi só “no buchu” o dia inteiro. Técnicas de auto-resgate, içamento de cargas , paradas em móvel, etc etc etc...após termos feito tudo isso, fomos pro artificial, ta loco que tralharada e que função, realmente tive um outro ponto de vista da escalada em artificial que até então não tinha noção. Guiar em artificial coisas acima de A4 deve ser algo muito louco, espero um dia ter essa experiência, e o respeito por escaladores que praticam esse tipo de escalada aumentou.


O Daniel é um excelente escalador, muito completo, pois escala bem todos os estilos, desde boulder ha artificial, e tive a oportunidade de aprender bastante coisa com ele nesses dias, ótimo curso! Abrimos mais uma via no setor, em artificial que ficou em A2, na verdade uma variante da via Dois Dedos Ralados 6+ e por muito pouco não saiu a cadena dela em livre. Ficou o Projeto Da no Buchu 7C?? ficou irado, uma junção de fendas. Terminamos no fim do dia malhando um projeto de boulder 9b?? que vai ficar sinistro, linda linha forte de agarras!

Agora que estou de férias, toco a barca pro Farol de Santa Marta e na seqüência São Chico e Corupá, e provavelmente 99% de chances de ir pro Rio de janeiro pra fazer uma climb com o PH.


È isso, breve novos relatos e fotos da climb!

Forte Abraço, JAH BLESS!

Fernando Henrique. (Nando-Grillo)


*Hebreus 9.27 E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo.

*Apocalipse 20.15 E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo.

*João 5.24 Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus. Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida.

"A decisão por Jesus, a fé nEle, é o caminho certo, a saída do auto-engano para a certeza da salvação." (Norbert Lieth)

Escalada Internacional em Florianópolis

Texto: Elton Koga.
Fonte: http://binladi.blogspot.com/

Este fim de semana Florianópolis prestigiou a presença de diversos escaladores que vieram de diversas localidades, inclusive amantes do esporte que vieram da América do Norte e do Velho continente.

No sábado os escaladores se reuniram na pedreira do Abraão, com um clima descontraido e muita troca de informação. Além disso, foi muito gratificante ver escaladores de outras regiões entrarem nas vias da pedreira em seus lances de técnica e resistência. Uma salva para o escalador Francês que entrou muito bem no melhor estilo para a tentativa de encadenar a via Cemitério de Gato. Neste mesmo dia, já com algumas agarras marcadas, o espanhol Pablo encadenou à vista.

No fim da manhã, de uma forma mais informal, ocorreu uma reunião sobre a questões da pedreira frente a lei de concessão do parque para o Bope. Pena que poucos escaladores da região estiveram presentes.

No fim da tarde ainda rolou o tradicional boulder na prainha, sobrando apenas os mais pilhados e aqueles que ainda tinha energia pra gastar. Contando com a presença do escalador Nando de Laguna (que apertou muito o dia inteiro e ainda deu uns pegas fortes nos boulder) e do espanhol Pablo.

No domingo os escaladores se reuniram nos boulders do Saquinho, com um dia de escalada até abrir os dedos (literalmente). Neste dia dois projetos cairam, saindo a cadena do boulder Paçoquinha (9?) e do boulder do mecânico (8b?). Este ultimo teve repetição logo em seguida.

Boulder do Mecânico.



Boulder Paçoquinha.

Pendulo sobre o rio Tubarão

Os escaladores-montanhistas-pendulistas (se é assim que se fala...hehe) do GMT (Grupo de montanhistas Tubaronense) fizeram um pêndulo irado sobre o rio Tubarão.
Destaque para Thiago Gonçalvez, que quase rachou a viga da ponte com a perna...kkkkk...

Segue video da grande façanha dos artistas!

Haja dedo! Cadenas em Laguna SC

Texto: Israel Menegon “Leco” Fonte: DROP VERTICAL

No último final de semana fui visitar um amigo que há muito tempo já vem me convidando para ir à Laguna provar alguns dos inúmeros boulders espalhados pelas praias da região.
Saí no sábado cedo para ir curtindo o nascer do sol ao longo da BR-101, rodovia esta que passa entre o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro e o mar, visuais incríveis.

Em pouco mais de uma hora já estava chegando na casa do Nando, próximo ao porto de Laguna, onde já aproveitei para tomar um bom café da manhã.
Sem perder muito tempo, organizamos os equipamentos e partimos para o primeiro setor que iríamos visitar que fica situado na praia do Gravatá. Pegamos um barco que transporta as pessoas de um lado ao outro do canal que custa R$ 0,80. Não há ponte, e outra alternativa é passar com o carro de balsa que custa cerca de R$ 7,00. A travessia foi presenteada com alguns botos passeando ao longo das águas, muito lindo.
Ao chegar do outro lado seguimos em direção ao setor, cerca de uns 15 min de caminhada por boa trilha, e se chega a uma belíssima enseada rodeada de morros e costões repletos de blocos de granito. O setor que fomos fica entre a praia do Gravatá e a praia do Siri, uma difícil disputa de beleza, diga-se de passagem.
Logo de cara entramos para aquecer em uma linda linha, boulder Inside Gravata 6sup que fica num bloco na beira da praia.

Em seguida o Nando me apresentou um setor que fica em uma pequena espécie de “caverna” com diversos problemas em teto e negativo forte, muito bom os boulders, com agarras abrasivas e inúmeros regletes que “fritam” os dedos, hehe. Entramos em um 7c/8a boulder Lula-Molusculu muito legal e em seguida entrei em um projeto (Jekyll & Hyde) do setor que ainda não havia cadena, acabei errando o movimento do crux e caindo, mas na segunda entrada o boulder saiu, foi sugerido o grau de 8c, também muito bom. Na seqüência entrei em outro projeto (Boulder Maranata) que acabei passando à vista e ficou sugerido o grau de 8a. Acabamos abrindo mais um projeto que une dois boulders, o Jekyll & Hyde e o Lula-molusculu, porém a cadena não saiu, meu pé escorregou quando eu estava para dominar a última agarra e depois não tive mais dedos para escalar o boulder, mas ficou a sugestão de 9a, o que pode ser um dos mais difíceis abertos na região, recomendo muito esse setor e esse problema em especial.


Boulder Jekyll & Hyde 8c


Boulder Maranata 8a



Como já não tínhamos mais dedos e braços, fomos escalar uma via esportiva, Senhor dos Exércitos 6sup que fica do outro lado da praia em um costão de rocha. A via foi muito interessante, bem diferente do que estava habituado a escalar, foi muito legal. No final de tarde estávamos acabados e voltamos com um pôr do sol maravilhoso. À noite fizemos um churrasco na casa do Nando e acabei dormindo logo depois de uns filmes de escalada.
No dia seguinte acordamos e tomamos um café. Fomos no setor de boulders da Prainha, onde mandamos um projeto em flash (Boulder Optimus Prime). Apesar de não ser tão forte (talvez um 7c) o boulder é delicado no final, onde a altura pega e se estiver com a cabeça perturbada a “vaca” é alta. Infelizmente não pudemos escalar muito mais, pois no dia anterior já havia sido muito forte e a dor nos braços e principalmente nos dedos era grande.

Fomos então almoçar em um restaurante que o Nando sugeriu e que também recomendo a qualquer um que visitar Laguna. O nome do restaurante é Boião e fica ao lado do canal na Barra, comida ótima e barata. Nem precisa dizer que a especialidade é peixe e frutos do mar.


Boulder Optimus Prime 7c



Depois do almoço fomos para casa largar o equipamento e pegar as pranchas para fazer um surf na praia da Baleia, onde conheci outro setor forte de boulder, com vários blocos e projetos bem difíceis, mas que ficarão para a próxima vez. O mar apesar de não estar com muitas ondas, pôde proporcionar ótimos momentos de descontração e diversão..
Quero agradecer ao pessoal que foi parceiro nas escaladas do final de semana, um grande abraço pro Bruno de Garopaba e do Sapo de Laguna. E claro agradecer do fundo do coração ao Nando pela ótima estadia e pelos ótimos momentos que tive, e dizer também que em breve estarei por aí de novo para entrar nos projetos.
Peço desculpas pela falta de fotos, mas infelizmente estávamos todos sem câmera fotográfica, mas prometo que em breve irei disponibilizar mais informações e fotos da região.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Algumas notas: por Grillo.

Não ter câmera digital foi ruim, e pior que eram quatro pessoas sem câmeras hehehe...e já estavamos desde sexta feira escalando, e sem câmeras também.

Mas no domingo levei o celular e fizemos algumas poucas fotos, e já do setor do Gravata, dos negativos, eu tinha umas fotos guardada no pc, então acrescentei pro pessoal ter noção do lugar!

Leco, foi um prazer receber e escalar com você e o Bruno aqui cara, voltem sempre que puderem, as portas estarão sempre abertas!


Forte abraço, e que o Senhor JESUS os abençoe!

Nando-Grillo.


"Aquele que tem sede e busca,

Beber da água que Cristo dá,

Terá dentro de si uma fonte que jamais se acabará.
A Fonte de Água Viva é o Senhor, E a água é o consolador..."

Radical

Radical
Nos momentos de adrenalina, de muita onda e contato com a natureza, o relacionamento com Deus é essencial. As situações radicais experimentadas pelos esportistas fazem-nos pensar em uma vida de extremos — o que realmente ocorre —, mas nos levam também a examinar o real significado de ser radical.
Primeiramente, existe o pensamento secular de que, para ser radical, é necessário ser “maluco”, ultrapassar os limites e viver uma vida desregrada. Para os partidários dessa idéia, o radicalismo está associado a noites em claro, regadas a drogas e a uma condição de destaque no convívio social por esse tipo de “façanha”.
O que a Bíblia nos orienta, no entanto, é exatamente o contrário:.ser radical não é fazer o que a massa já faz, mas remar contra a maré. A vida radical, de acordo com os princípios bíblicos, sugere a idéia de que, se todos estão se destruindo por meio das drogas, você é aquele(a) que tem saúde, cuja vida é focada, que não precisa de aditivos para ser feliz e ter paz no coração.
Do mesmo modo, se ninguém tem religião e todos acham que isso não deve ser levado em consideração, você é aquele(a) que tem um relacionamento com Deus, que tem uma vida de oração, de leitura da Palavra de Deus, e cuja vida é iluminada em função disso.
Ser radical é viver contra as coisas que o mundo nos dita como certas. É saber que, enquanto todos procuram o maior número possível de parceiros, o número maior possível de “baladas”, você está junto da(o) sua/seu namorada(o), almejando constituir uma família, procurando fazer aquilo que é correto. Isso também lhe dá a segurança de ter uma pessoa que o(a) ama, que cuida de você e o(a) protege e que deseja honrá-lo(a) e respeitá-lo(a).
Ser radical é saber que tudo o que Deus tem para as nossas vidas, por mais que pareça diferente daquilo que o mundo oferece, vai lhe trazer benefícios e ajudá-lo(a) a ficar mais próximo de Deus. Ser radical é não se deixar influenciar por uma cultura que nos ensina o que é contrário a Deus e permitir-se influenciar pela cultura da Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus, uma vez que ela foi escrita para nos revelar a vontade do Criador para o ser humano.
E, se foi Ele quem nos criou, ninguém melhor do que Ele para saber qual a melhor maneira de vivermos. Por isso, radicalize todos os aspectos da sua vida, principalmente o espiritual. Busque Deus de todo o seu coração e procure transformar a sua vontade de radicalizar em santidade, em seriedade com relação às coisas espirituais, em um pacto, uma aliança verdadeira com Deus. Isso o(a) levará a uma nova condição e você, em pouco tempo, perceberá que vale a pena confiar em Deus, vale a pena confiar na Sua Palavra, vale a pena ser radical.
Fique na paz,
Ap. Rina

Igreja Evangélica Bola de Neve
Rua Turiassu, 734 Perdizes / São Paulo – SP
Cultos: Domingo 10h, 16h (tradução em Libras) e 19h / Quinta-feira 20h e Sábado 20h
Para saber os horários de cultos na sua cidade acesse o site:
www.boladeneve.com
Loading...