Novo Setor: Serra do Rio do Rastro

 

DSCN0052

No mês de Junho de 2012, durante uma viagem a Chapecó, quando passava pela maravilhosa Serra do Rio do Rastro, fiquei de boca aberta quando avistei logo no inicio da subida da serra, uma extensa parede em arenito, com fendas e diedros incríveis, onde da pra abrir umas 200 vias! Logo já me vem na cabeça de convidar para explorar o setor, o escalador Geferson Calvette e a dupla incansável dos desbravadores Filipe Ronchi e Bruno Alves, que também já tinham passado por ali quando foram fazer a trilha dos tropeiros e ficaram babando. Na primeira investida, eu e Bruno abrimos o que tudo indica ser, a primeira via na Serra do Rio do Rastro, Via Rio do Rastro VI E3 28m. Por ser um terreno particular, tivemos que pedir liberação a Dona Marlene, moradora que cuida do terreno a mais de 30 anos, e segundo ela nunca ninguém havia “subido as pedras” naquele lugar. Bem atrás da casa dela, tem um mega diedro, onde esta localizada a Via Rio do Rastro.

DSCN0005  DSCN0006  DSCN0014  DSCN0018

DSCN0053  DSCN0055  DSCN0086

Eu e Bruno ficamos que nem doidos de ver tantas fendas e diedros tão próximos da rodovia com fácil acesso. Saímos caminhando e logo miramos um lindo diedro fendado com vários tetos! Da primeira vez, por tanto caminhar abrindo as trilhas, não deu tempo de entrar nesta linha, que na outra semana foi aberta a cordada principal pelo Filipe, que desta vez veio, e saiu a via Os Rabugentos VIIC (A2) com 60 metros até o momento. Bruno encarou o grande teto, para depois bater a parada pro rapel. Cansados, pois a via exigiu mais do que o esperado, rapelamos e montamos o camp. Fomos presenteados por Deus por um grande dia e uma lindíssima noite estrelada, com direito a lua cheia a noite toda iluminando nossas cabeças. Depois do rango, só nos restou dormir. No domingo fomos novamente para o diedro que fica bem atrás da casa da dona Marlene, abrir outra linha. Saidinha em meio a trepa árvores e rocha, chegando a uma bonita chaminé, onde se protege logo no inicio com Cam6 e a próxima peça fica a uns 8 metros, ficando bem exposta, pois não tem onde proteger até chegar no final desta, onde cabe outro Cam3 ou 4. Depois uma travessia para migrar de diedro, mais alguns metros e uma parada em móvel. Batemos um pino para rapel e a linha vai continuar. Via Frenesi Serrano VI E3, também com 30m até o momento. No inicio desta próxima cordada tem muitos blocos soltos, onde vai requerer muita atenção.

DSCN0024  DSCN0025  DSCN0067

Agora é dar continuidade nos trampos e aproveitar este belo setor. O que agrada muito neste local realmente é a proximidade para se escalar as paredes. Caminhada para chegar às paredes bem próximas da rodovia, também para se chegar é muito rápido, só asfalto, uma hora e meia de Laguna e uma hora aproximadamente de Criciúma e ótimos lugares para acampar. Todos devem pedir permissão a Dona Marlene, para não ter problemas com os proprietários. Para chegar ao setor, logo que inicia a subida da Serra do 12, alguns km a frente, vai avistar a sua esquerda uma grande e extensa parede, vá até o fim da dela, onde vai chegar na casa da Dona Marlene e tem como deixar o carro, ela é muito querida, é só pedir liberação.

528763_386777508042628_1751622298_n  532164_386776888042690_1727673227_n  488013_386775911376121_257911651_n396583_386776124709433_1283356739_n   557772_386776004709445_990406068_n

Os setores da serra estão cada vez com mais qualidade. Serrinha, Mina, Godah entre outros lugares e agora este, com o trabalho árduo da galera, tem saído lindas vias, vias de comprometimento e vias de aventura. Filipe Ronchi, Bruno Alves, Lindomar “Sapo”, Zig, Fabricio “Caramujo”, Tiago “Tatu”, Geferson Calvette, Elias, Junior entre outras cabeças, a todos envolvidos até o momento, parabéns!

As conquistas continuam companheiros.

Abraço, e que Deus criador abençoe a cada um!

Nando.

-> CROQUIS:

Croqui Os Rabugentos  Croqui Primeiro Setor Serra do Rio Rastro

Loading...