Corpo do montanhista Bernardo Collares desaparece no Fitz Roy


 "Será que o estado de saúde de Bernardo não era tão ruim quanto as previsões pessimistas que o condenaram, e ele arrumou a mochila, abandonando alguns itens, tentando salvar-se, ante a demora do resgate, tendo queda fatal em outro lugar? Quanto tempo ele esperou? O que sofreu?"
-- Heliane D. Collares
Fonte: http://espn.estadao.com.br/eliseufrechou/post/183527_CORPO+DO+MONTANHISTA+BERNARDO+COLLARES+DESAPARECE+NO+FITZ+ROY

Bernardo Collares
Bernardo Collares
Crédito da imagem: Eliseu Frechou
Na última sexta-feira, a sra. Heliane Collares, mãe do montanhista e querido amigo Bernardo Collares, que faleceu no início de janeiro no monte Fitz Roy, Argerntina, postou uma carta no Facebook de Bernardo, que agora é gerenciado pela família, no mínimo estarrecedora e revoltante, pois indica que Bernardo provavelmente esteve consciente tempo o suficiente para ter esperado por ajuda.
A carta, assim como a foto, estão reproduzidas abaixo.

"Após todo o sofrimento pelas tentativas frustradas de salvar o Bernardo, após tantos "nãos" para nossos apelos pelo resgate, recebemos a notícia de que o corpo do MEU FILHO não se encontra no local onde sua parceira o deixou VIVO, em 03/1/11.
Fotos tiradas em fevereiro constataram que, no local, só permanecem algumas barras de cereal, uma corda (identificada pela Kika como sendo a da ancoragem de Bernardo), o cantil, um bujão de gás para fogareiro, um stopper,uma piqueta e um par de sapatilhas de escalada.
Inexplicável!

Várias indagações podem ser feitas a partir desse fato.

Será que o estado de saúde de Bernardo não era tão ruim quanto as previsões pessimistas que o condenaram, e ele arrumou a mochila, abandonando alguns itens, tentando salvar-se, ante a demora do resgate, tendo queda fatal em outro lugar? Quanto tempo ele esperou? O que sofreu?
Será que saqueadores estiveram lá (onde nos diziam que ninguém conseguiria ir para ajudá-lo), levando o que tinha valor e empurrando o corpo no precipício?

Como, após tantos dias, barras de cereal permaneceram num lugar em que nos falaram de terríveis ventos que inviabilizavam vôos de helicópteros?

Como nos propusemos a falar somente do que podemos provar aqui nos limitamos a lançar as interrogações, que permanecem como facas nos nossos corações.

As fotos foram encaminhadas ao Itamaraty, com requerimento no sentido de que se reabra processo judicial que tramitou na Argentina, com novas investigações e resgate do corpo. Na carta, informamos, ainda, que, pelas informações preliminares recebidas dos montanhistas locais, o corpo deve se encontrar no glaciar, a 1000 metros abaixo, próximo à "grande canaleta", em local que pode ser atingido inclusive sem escalada e onde foram resgatadas duas pessoas no ano passado.


E agora, aqueles que nos falaram com tanta certeza de que Bernardo morrera nas primeiras horas do acidente, de hipotermia, teriam as respostas de que nós precisamos para dormir em paz?

E eles, será que têm a consciência livre da culpa por seu amadorismo ter concorrido para a morte de uma pessoa?"

Heliane Damiano Collares (mãe do Bernardo)


Platô onde Bernardo foi deixado após o acidente
Platô onde Bernardo foi deixado após o acidente;
Desde o momento em que recebi a mensagem do acidente do Bernardo, e até agora, estou me indagando o mesmo que a família: porque não foi sequer esboçada uma tentativa de resgate? Ao que se prestam os resgatistas argentinos? Porque não tentaram ao menos terem a certeza da morte de nosso amigo? Mas agora que isso foi negado à todos nós que conheciam o Berna, que ao menos não seja retirado da família o direito, mínimo, de enterrar seu ente querido.

Como escapar do inferno

Lemos em um artigo intitulado "Morrer sem sofrimento":

O inferno tem muitos nomes

O que nos espera após a morte? Lorle Louis crê que tudo será agradável. Provavelmente "veremos" de novo aqueles que tiveram grande significado em nossa vida. Lorle Louis saiu de sua igreja. Ela afirma ter-se tornado mais religiosa à medida que se afastava da igreja. Como Elisabeth Kübler-Ross (famosa pesquisadora de experiências de quase-morte – N.R.), Lorle Louis crê num ciclo contínuo: "Já passamos por centenas de vidas e ainda temos muitas diante de nós". Ser muito materialista poderia influenciar a paz da alma, afirma ela. E isto seria provavelmente o que chamamos de inferno. "Mas também deveres não-cumpridos e sentimentos de culpa podem ser um inferno". Até mesmo as cartas que deveríamos ter escrito e não escrevemos, acrescenta Suzanne Morley – além das experiências na vida que poderíamos ter tido e deixamos de vivenciar. Ela imagina que, acima de tudo, após a morte haverá descanso.

A Bíblia nos adverte insistentemente sobre o perigo do auto-engano. Lemos, por exemplo, em 1 Coríntios 3.18-20: "Ninguém se engane a si mesmo: se alguém dentre vós se tem por sábio neste século, faça-se estulto para se tornar sábio. Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; porquanto está escrito: Ele apanha os sábios na própria astúcia deles. E outra vez: O Senhor conhece os pensamentos dos sábios, que são pensamentos vãos" (compare também Gl 6.3 e Tg 1.22). Além disso, somos advertidos a não nos deixarmos ludibriar por palavras enganadoras ou humanamente lógicas: "Assim digo para que ninguém vos engane com raciocínios falazes" (Cl 2.4). E, finalmente, nos é mostrado que o pecado nos engana, levando-nos a pensar que somos sábios em todas as nossas próprias opiniões: "Porque o pecado, prevalecendo-se do mandamento, pelo mesmo mandamento, me enganou e me matou" (Rm 7.11).

As palavras do comentário acima citado soam benévolas e sábias. Elas são uma tentativa humana de explicar a morte e o inferno. Mas será que elas são verdadeiras ou se trata de um auto-engano? A Bíblia relata algo bem diferente sobre a morte e o além. Aquele que se afastar da comunhão com cristãos sinceros certamente não se tornará mais piedoso, biblicamente falando. Antes, pelo contrário, somos exortados: "Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima" (Hb 10.25).

A Palavra de Deus não ensina que após a morte tudo será agradável e que haverá descanso para aqueles que não creram em Jesus, que não O seguiram enquanto viviam. Pelo contrário. Em Apocalipse 14.11 está escrito que, após a morte, os ímpios não terão descanso nem de dia nem de noite, de eternidade a eternidade.

Além disso, de forma nenhuma a Bíblia ensina que já vivemos centenas de vidas e ainda temos muitas vidas pela frente. Ao contrário, lemos em Hebreus 9.27: "E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo."

O conceito bíblico de "inferno" também não se refere apenas à perda da paz de espírito, aos sentimentos decorrentes de um dever não-cumprido, ao sentimento de culpa ou às cartas que deveríamos ter escrito. Não, o inferno ou o lago de fogo é a conseqüência da decisão de não receber Jesus em sua vida (Jo 1.12 e At 17.30) e, por isso, não estar inscrito no livro da vida: "E, se alguém não foi achado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado para dentro do lago de fogo" (Ap 20.15).

Talvez as explanações do artigo citado nos impressionem, mas a Bíblia diz que somente a verdade, e não o auto-engano, nos libertará. O que adianta chegar a conclusões aparentemente sensatas e lógicas, mas enganosas, e terminar sua vida no inferno? Não deveríamos nos satisfazer com os raciocínios dos homens nem tentar nos tranqüilizar com eles, mas buscar também a posição bíblica, para só então tomar a decisão certa. Pois, a mensagem da Bíblia não fala só do inferno. Ela nos oferece o caminho da salvação e da esperança. Ela nos abre um futuro maravilhoso e oferece paz verdadeira e tranqüilizadora para a alma. É a vontade expressa de Deus não ver nenhuma pessoa no inferno. Muito pelo contrário, Ele deseja "que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade" (1 Tm 2.4), para que possa levá-los ao Seu reino, em Sua presença na casa de Seu Pai. Ali as moradas já estão preparadas (Jo 14.1-6). Jesus veio e tomou sobre Si o juízo que merecíamos por causa da culpa dos nossos pecados para que pudéssemos fugir do juízo de Deus. Ele carregou os nossos pecados e nos oferece o Seu perdão! Por isso o homem pode escolher entre duas verdades que a Bíblia nos apresenta: "Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus" (Jo 3.36). "Em verdade, em verdade vos digo: quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna, não entra em juízo, mas passou da morte para a vida" (Jo 5.24). A decisão por Jesus, a fé nEle, é o caminho certo, a saída do auto-engano para a certeza da salvação. (Norbert Lieth)

Publicado anteriormente na revista Chamada da Meia-Noite, abril de 1999.

Dias de verão II

DSCN0029

Mais uma vez, na parceria de meu incansável amigo Geferson Calvette, voltamos a Imbituba, mas desta vez em outro setor, localizado na Praia do Porto. Esse setor, o Calvette descobriu também fazendo uma caminhada e pela localização acho difícil, mas não impossível alguém já ter escalado ali, pois ao escalar tem muitas rochas soltas, e se alguém já escalou por ali deve fazer muito tempo, nunca ouvi falar nada, e se alguém souber de alguma coisa nos comunique. Em minha opinião, é a parte de costão mais bonita e de maior qualidade desde o Farol de Santa Marta. Não desmereço nenhum setor daqui de Laguna, claro, pois Praia da Galheta (que é um absurdo de coisas que tem para abrir la), Ipoã (outro absurdo), Tereza (mais outro absurdo), Gravata (Lindo!) e Laguna (é palhaçada!), realmente são excelentes points, mas a qualidade da rocha encontrada neste setor, não tinha visto ainda nestes citados acima, uma combinação de basalto misturado com granito, granitos de varias colorações e abrasividades diferentes e mais uns 10 tipos diferentes de rochas que nem sei o nome. Paredes que vão a uns 20 metros de altura, muitas fendas, mas muitas fendas mesmo, em um setor muito extenso, grande, e de contínua largura. Uma quantidade absurda de blocos espalhados ao logo da extensão, possibilitando bolders muito futurísticos, fora de nossos limites no momento. Eu escalei um lugar em Floripa, Praia do Saquinho, que lembra muito os blocos encontrados aqui. Outro fator que deixa o lugar na classificação de melhor, para mim, é a caminhada, em 10 minutos você já começa a desfrutar e em 30 minutos no máximo você percorre todo ele. Chegando a Praia do Porto, vá ao costão norte, é bem fácil de achar, vá caminhando e logo vai ver muitas rochas!

012 016 022 DSCN0003

DSCN0004 DSCN0006 DSCN0011 DSCN0017

Em nosso trabalho de dois dias, abrimos sete vias em móvel e mais três boulders, sendo um projeto. No primeiro dia Calvette na parceria do Bruno de Garopaba, abriu a Dobras e Fraturas, um V+ em móvel muito bonito, primeira via aberta do setor. Depois foi a minha vez de provar outra fenda com alguns blocos soltos que acabou valendo uma vaca legal que o nut a prova de bomba agüentou o tranco, glória a DEUS! E saiu a Via Patagórica V+ e na seqüência na parceria do Geferson abrimos a via que com certeza vai ser também clássica do setor, Patagônica VI+. Depois fomos malhar uns boulders e acabou saindo umas coisinhas legais, mas que não tem nome ainda. Vou só fazer um adendo sobre os boulders, quando um dia, se vier uns caras monstros de V14 aqui pra região, já sei onde levá-los!

DSCN0028 DSCN0035 DSCN0051 Zimba - Praia do Porto 002

Zimba - Praia do Porto 003 P3050323 P3050331

No segundo dia, eu e Calvette começamos a malhar um top em móvel, pois a via é uma fenda em negativo forte, dentro de uma caverna, com um grande bloco muito próximo, que ao cair se não ficar ligado bate com as costas. Depois de malhar em top demos uma equipada e tentamos em livre, mas a pressão é grande hehe...Via Alho Queimado VIIc/VIIIa. Guiando sacando as peças, olha, tem que ta bem forte mesmo. Depois disso abrimos mais três vias, Paraíso V+ Metamorfose V+ Party e Party VI.

Zimba - Praia do Porto 006 Zimba - Praia do Porto 009 Zimba - Praia do Porto 011

Zimba - Praia do Porto 013 Zimba - Praia do Porto 014 Zimba - Praia do Porto 015 Zimba - Praia do Porto 016

Agradeço a DEUS por mais esse lugar aqui perto da minha casa, e espero escalar com outros escaladores por aqui, como sempre já fica o convite, TOCA TOCA galera!

Forte abraço!

Nando.

ESCABLUES

logo_1

A primeira edição do ESCABLUES em outubro de 2009 foi um sucesso, muita escalada, pessoal de várias cidades do RS e SC, várias histórias e causos de escalada, palestras e integração geral do pessoal.
Agora vamos pra a segunda edição: ESCABLUES P2 - ESCALADA TRADICIONAL. A segunda edição, de um dos únicos encontros de escalda tradicional do RS, será durante a Páscoa deste ano: dias 21, 22, 23 e 24 de abril de 2011 em Vila Maria - RS.
Detalhes das vias, programação (algumas palestras ainda serão confirmadas) e fotos estão disponíveis no site oficial do evento: www.escablues.com.br
Caso queira entrar em contato para mais informações, favor mandar um email para contato@escablues.com.br

Piolet D'Or 2011

Doug Scott recebe o Piolet D'Or 2011

por Eliseu Frechou:

http://espn.estadao.com.br/eliseufrechou/post/178759_DOUG+SCOTT+RECEBE+O+PIOLET+DOR+2011

Doug Scott

Doug Scott

 

O ícone da escalada britânica e mundial Doug Scott receberá em abril o Piolet D'Or 2011 por sua vida dedicada às montanhas. Após Walter Bonatti (2009) e Reinhold Messner (2010) era de se esperar que em breve Scott fosse homenageado.
O inglês começou a escalar com 12 anos em sua cidade natal, Nottingham. Após pisar no topo das principais montanhas dos Alpes, se dedicou a escalar no Himalaia. Pioneiro do estilo alpino (escalando leve sem cordas fixas), participou de 45 expedições à Asia, trazendo cerca de 40 cumes e ainda sendo que mais da metade foram primeiras ascensões.


Livro


Doug Scott nos anos 80

Doug Scott nos anos 80

 

O Piolet D'Or é uma celebração anual do alpinismo mundial que acontece aos pés do Mont Blanc na França, geralmente no mês de abril. O Juri deste ano foi composto de quatro alpinistas e dois jornalistas de montanha e foi presidido pelo montanhista Greg Child.
Na cerimônia serão entregues ainda vários prêmios para as mais importantes ascensões em montanhas geladas que ocorreram no ano passado ao redor do planeta.

Loading...