Perrengue na Pedra do Leão

Texto: Felipe Lagartixa

No finalzinho do mês de novembro de 2008 eu (Felipe “Lagartixa”), Fernando “Grillo”, De Souza e Thiago “Gonça” combinamos de ir para Pedra do Leão em Gravatal-SC afim de repetir a via Cavaleiro do Zodíaco 3 V E2 D1 110m. Nos organizamos pegamos alguns equipamentos emprestados pois só com o que tínhamos não seria possível escalarmos, mesmo assim, ainda tivemos que improvisar em vários aspectos.
Pra variar, chegamos um pouco tarde na base da via e não podíamos perder tempo pois não tínhamos lanternas caso demorássemos muito. Nos equipamos e começamos a escaldada; eu comecei guiando com o Gonça fazendo minha segurança a princípio tudo estava tranquilo exceto meu psicológico que na época era extremamente fraco tinha um certo pavor de altura; creio estar bem melhor hoje. Pouco antes de costurar em um dos últimos grampos antes da parada e em uma posição um tanto desconfortável o Gonça me manda ficar parado pois a corda havia embolado toda; e ali fiquei cerca de 10 minutos como uma estátua até o pessoal resolver a situação lá em baixo.
Assim que chegamos (eu e Gonça) na primeira parada o Grillo começou a subir na outra cordada com o De Souza fazendo a segurança, daí por diante foi só curtição e muita adrenalina principalmente para mim e pro Grillo que estávamos na ponta da corda de uma via como a Cavaleiro, quem já passou por lá sabe do que estou falando.
Chegamos todos ao cume no final de tarde prestes a escurecer e para ganharmos tempo decidimos juntar as cordas passar por uma árvore e descer de dois em dois. Foi o que fizemos então, Grillo e Gonça deram início ao rapel.
Em quanto os dois desciam a corda ficava trabalhando um pouco junto a árvore aí eu tive a infeliz idéia de dar um nó das duas pontas que estavam sobrando para ficar segurando a corda para ela parar de roçar a árvore. Digo infeliz idéia porque esqueci de desfazer aquele nó antes de começar a descer com o De Souza e justo o nó me foi engatar em um grampo no meio da pedra quando puxávamos a corda para o último rapel.
Já estava escuro e a única luz que tínhamos era a do visor do meu celular, que não adiantava muita coisa, decidimos começar a subir com o pedaço de corda que tínhamos puxado e que também era muito pouco, Gonça foi guiando dessa fez e eu fui fazendo a segurança dele e subindo na sequência.
Alguns metros acima o Gonça achou a outra ponta da corda e foi subindo mais um pouco até achar o ponto onde a corda tinha ficado presa, depois de me xingar ele separou as duas cordas eu fiquei com uma e ele com outra e começamos a descer de rapel até o local onde estavam o Grillo e o De Souza.
Daí por diante tudo ocorreu bem e por volta das 23:00 horas estávamos todos na base da via prontos para pegarmos a trilha e ir embora.
O mais difícil foi ter que aguentar a galera pegando no meu pé por um bom tempo, porém em uma conversa com meus parceiros de escalada - fazendo uma avaliação do ocorrido - chegamos a conclusão que nessas horas colocamos os ensinamentos em prática e nos tornamos mais experientes.
Só tenho que agradecer a DEUS por poder fazer parte da vida de cada um de vocês e por ter o privilégio de escalar com cada um, obrigado pela amizade e até o próximo nó.

FELIPE LAGARTIXA

Vídeo dia do perrengue. (Deixe carregar alguns minutos)

6 comentários:

  1. É bom relatar essas experiências, pois aprendemos com ela.

    É importante ressaltar que sempre devemos levar lanternas e um pequeno kit de primeiros socorros nas escaladas. Também se faz necessário estar com um anorak, particularmente na serra.

    Só mais um detalhe: a via Cavaleiro do Zodíaco foi regraduada após várias cordadas passarem por lá. Na 2ª edição do Catálogo de Tubarão ela está como sendo 4° V+ E2/3 D1 . Pegue com o Leandro - ele está com uma cópia da 2ª edição.

    abçs PH

    ResponderExcluir
  2. Blz Nando,

    parabéns pelo blog. Tenho certeza que ele já é um importante veículo de informação para o montanhismo de Tubarão e região.
    Sempre que precisar pode contar com um relato maneiro da minha parte.

    Abraço,

    Felipe "Lagartixa"

    ResponderExcluir
  3. PH e Lagartixa, só tenho agradecer pelos comentarios e visitas no blog!
    Muito obrigado! Visitem e comentem sempre!

    Forte abraço!
    Nando

    ResponderExcluir
  4. Muito massa... eu ja tinha escutado essa historia muitas vezes, mas nao havia visto a cara de apavorados de vcs nas fotos, hehehehehe.
    Helena.

    ResponderExcluir
  5. Irado, Nandinho ta de parabéns! Ja tinha entrado aqui no blog a tempos atrás, mas so agora que vi mesmo uns videos. Nos momentos entre um banho e outro e dias sem ondas eu tenho praticado direto Slackline. Boa sorte e um grande abraço!

    ResponderExcluir
  6. Grande Avohai, poww véio muito massa saber que tem os camaradas visitando o blog!!! Vlwww e visite sempre!!!
    Poww slackline é irado, pro surf deve ajudar muito tambem com certeza...na escalada, usa-se muito, eu sou prego nisso kkkkkk!!!!!
    Abração!
    Nando.

    ResponderExcluir

Loading...